Mestrado/ Doutorado

 

 

1. Disciplinas obrigatórias

 

Fundamentos de saúde coletiva (3 créditos, 45 horas)

Ementa: Campo científico da saúde coletiva como construção histórica e social. Processo saúde-doença-cuidado. Sistemas de saúde. As epistemologias na produção do campo da saúde - higienismo, saúde pública, medicina preventiva, movimento sanitário, saúde coletiva. Usos da epidemiologia na saúde coletiva. Ciências humanas e sociais na saúde coletiva. 

 

Bioestatística (3 créditos, 45 horas)

Ementa: Conceitos Básicos - estatística, população, amostras, tipos de variáveis, exatidão, precisão, arredondamento, limites implícitos. Descrição de Amostras - distribuições de frequências, descrição gráfica das distribuições de frequências, descrição aritmética das distribuições de frequências. Cálculo de Probabilidades - conceito, probabilidade e frequência relativa, soma de probabilidades, probabilidade de dois acontecimentos independentes, probabilidade condicional, distribuição binomial, distribuição de Poisson. Testes estatísticos - teste de hipóteses, nível de significância, graus de liberdade, qui-quadrado para proporção conhecida, correção de continuidade, tabelas de contingência; teste de heterogeneidade, teste exato de Fisher, teste de hipóteses para distribuição de Poisson, Teste t, Análise de Variância, Regressão Linear e Múltipla. 

 

Metodologia da pesquisa científica (2 créditos, 30 horas)

Ementa: Fundamentos teórico-metodológicos da pesquisa científica em saúde. A construção do problema de pesquisa. Premissas e passos do processo de pesquisa em saúde. Estratégias e técnicas de pesquisa qualitativa: Etnografias, Histórias de Vida, Estudos de Caso, História Oral, etc. 

 

Antropologia da saúde e determinantes sociais do processo saúde-doença

Ementa: Diferentes orientações nos estudos de antropologia médica e etnomedicina. Dimensões sociais e culturais da doença e conexão doença/infortúnio. Determinantes Sociais de Saúde/Doença. Inter-relações entre sistemas etiológicos e práticas terapêuticas. Estudo das representações da saúde e da doença e dos diferentes sistemas terapêuticos. Transformações, alternâncias e a coexistência de modelos de interpretação de saúde e doença. Políticas públicas de saúde para grupos especiais. Risco e vulnerabilidade na produção e modulação de endemias em grupos culturalmente diferenciados. Territórios, culturas, etnias e ecossistemas: enfoques em saúde. 

 

Aspectos éticos e Bioéticos da pesquisa em saúde (1 créditos, 15 horas)

 Ementa: Conceitos de ética, moral, moralidades, valores. Bioética e ética na pesquisa. Documentos internacionais sobre ética em pesquisa. Documentos nacionais sobre pesquisas envolvendo seres 16 humanos. Comitês de ética em pesquisa – CEP. Revisão ética dos protocolos de pesquisa. Consentimento livre e esclarecido. Balanço entre riscos e benefícios nas pesquisas. O conceito de vulnerabilidade nas pesquisas com seres humanos. Recrutamento de sujeitos de pesquisa. Pesquisa social em saúde. Conduta imprópria em pesquisa. Ética Aplicada à Pesquisa em Saúde. Diretrizes e Normas em Pesquisa em Saúde. Avaliação de Projetos de Pesquisa e seus Aspectos Éticos e Metodológicos. Comitê de Ética em Pesquisa. Relação Risco/Benefício. Consentimento Informado. 

Epidemiologia (3 créditos, 45 horas)

Ementa: Introdução e história da Epidemiologia. Conceito de risco. Técnicas e métodos de aferições e diagnóstico - acurácia e precisão. Desenhos de estudos epidemiológicos – coorte, caso-controle, transversal. Medidas de frequência e indicadores epidemiológicos - incidência, prevalência e mortalidade. Medidas de associação e a análise de dados - risco relativo, odds ratio, razão de prevalência. Transiçao demográfica e epidemiológica. Análise de dados espaciais em saúde. Análise de desenhos de estudos a partir de artigos científicos. 

 

Redação de artigos científicos (1 créditos, 15 horas)

Ementa: Técnicas de redação de artigos científicos. Normas de registro bibliográfico - Consenso de Vancouver e normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Índice de Impacto e Sistema Qualis. 

 

2. Disciplinas optativas

Nutrição e saúde pública (2 créditos, 30 horas)

Ementa: Métodos de avaliação nutricional em saúde coletiva. Segurança alimentar e nutricional. Alimentação e nutrição em grupos populacionais diferenciados. Carências nutricionais na Amazônia. Impacto de programas e políticas nutricionais e alimentares na Amazônia. Planilhas e software nutrisurvey no tratamento de dados nutricionais e alimentares. 

 

Epidemiologia das zoonoses parasitárias (2 créditos, 30 horas)

 

Epidemiologia de doenças infecciosas (2 créditos, 30 horas)

Ementa: Dinâmica da transmissão das doenças infecciosas e parasitárias mais prevalentes na Amazônia e Brasil – epidemia, endemia, pandemia. Doenças emergentes e reemergentes. Estudos epidemiológicos de prevenção, controle e tratamento das doenças infecciosas e parasitárias realizados no contexto sociocultural da Amazônia. 

 

Epidemiologia nutricional (2 créditos, 30 horas)

Ementa: Transição epidemiológica e nutricional no Brasil. Avaliação de diferentes estudos epidemiológicos na investigação do papel da nutrição nos processos de saúde e doença. Epidemiologia aplicada às doenças crônico-degenerativas associadas à nutrição. Análise dos métodos de avaliação do estado nutricional, do consumo alimentar e de aspectos sócio-comportamentais em estudos epidemiológicos. 

 

Epidemiologia genética (2 créditos, 30 horas)

Ementa: Estudo dos mecanismos moleculares críticos da patogênese de doenças infecciosas e crônicas mais prevalentes na Amazônia: (i) processos evolutivos que levaram à distribuição atual de genes associados a fenótipos de interesse epidemiológico, refletindo quer estados normais como aqueles patológicos; (ii) mecanismos moleculares resultantes da interação genes, parasitas, vetor, hospedeiro e ambiente; (iii) fatores genéticos da susceptibilidade a infecções no hospedeiro humano; (iv) os fatores genéticos de susceptibilidade a doenças crônicas não transmissíveis. 

 

Políticas de saúde no Brasil (2 créditos, 30 horas)

Ementa: Bases políticas, ideológicas e epistemológicas da política de saúde no Brasil. Política de Saúde: Reforma Sanitária e SUS. Conceito. Princípios. Legislação. Organização. Modelo de Atenção à Saúde. Redes de Saúde. Financiamento. Pacto pela Saúde. Tendências do SUS. Histórico das políticas de Saúde no Brasil. Política de Atenção Primária à Saúde. Promoção e Prevenção à Saúde. A relação saúde, estado e sociedade: Welfare State. Política de Saúde. Cidadania e controle social. 

 

A noção de redes e seus usos na saúde (2 créditos, 30 horas)

Ementa: Redes que atuam na área da saúde e ancoragens epistemológicas - sustentação e fundamentação da formação de redes para a efetivação de políticas na saúde. Atores e as redes – produção de saberes e práticas no campo da ciência, da saúde e dos movimentos sociais. Práticas sociais de saúde nas redes e ancoragens epistemológicas.

 

Mudanças globais e saúde internacional (2 créditos, 30 horas)

Ementa: Globalização e mudanças socio-ecologicas mundiais, relação com doenças negligenciadas e emergentes. Abordagens bioantropológicas em saúde pública – estudo de doenças em populações urbanas e rurais na America Latina, Africa, Asia e Europa. 

 

Tecnologias de informação em saúde (2 créditos, 30 horas)

Ementa: Conceitos básicos de informação em saúde. Política nacional de Informações em saúde. Processo de produção e disseminação de informação em saúde. Modelos de gestão da informação em saúde. Principais bases de dados do sistema de informação em saúde. Metodologia de tratamento e analise dos dados em saúde. Manuseio de softwares para análise e construção de indicadores. Qualidade das informações em saúde e compatibilização de bases de dados. Ética e sigilo.